Índice de Massa Corporal (IMC) & Obesidade - ojoelhodoi.pt

Índice de Massa Corporal (IMC) & Obesidade

O excesso de peso é um dos fatores de risco associados ao desenvolvimento das doenças reumáticas e a tantas outras doenças que afetam a população portuguesa. Os quilos a mais podem facilmente fazer com que atividades, como andar, subir escadas ou correr, obriguem o joelho a fazer um esforço extra. Mas como podemos saber se temos excesso de peso? Podemos confiar no IMC? Saiba tudo aqui.

imc

O excesso de peso é um dos fatores de risco associados ao desenvolvimento das doenças reumáticas e a tantas outras doenças que afetam a população portuguesa. Os quilos a mais podem facilmente fazer com que atividades, como andar, subir escadas ou correr, obriguem o joelho a fazer um esforço extra.

Mas como podemos saber se temos excesso de peso? Como podemos controlar se estamos a passar a barreira da obesidade? Podemos confiar no IMC? A resposta é sim, mas com a devida atenção.

Primeiro, é necessário saber o que significa IMC: são as iniciais para Índice de Massa Corporal. Trata-se da relação entre peso e altura, e calcula-se dividindo o seu peso em quilos pela sua altura em metros, ao quadrado. Por exemplo, uma pessoa com 75kg e 1,75m terá de fazer a conta da seguinte forma: 75/3,06= 24,5.

Os especialistas colocam o valor de 25 como a barreira entre o “peso aceitável” e o “excesso de peso”. Parece fácil, mas há um problema: este índice não diferencia entre o “peso” do músculo e da gordura. Ou seja, alguém muito musculado pesa mais que alguém mais fraco, mas com mais gordura; e, embora o seu IMC seja maior, não significa que seja obeso ou que seja menos saudável.

Relativamente à gordura, também não é a mesma coisa ter gordura localizada na barriga ou nas extremidades – mas a primeira é pior para a saúde. Atualmente, os especialistas dão mais relevância à gordura entre a cintura e as ancas. Considera-se adequado, no caso das mulheres, ter menos de 0,8%, e no caso dos homens, 0,9%.

Se sente que poderá estar a ficar com peso a mais, procure ajuda de um profissional de nutrição, área que explicamos aqui. Sugerimos também que faça o questionário aqui para verificar se reúne os fatores de risco associados à dor no joelho e ao desenvolvimento de outras doenças reumáticas.

Fonte: Runners World

Aviso

Está prestes a deixar um website da Sanofi e a aceder a outro site, onde não se aplica a nossa política de privacidade. A Sanofi não é responsável pelo conteúdo de websites externos.

Voltar Continuar

Pin It on Pinterest

Share This